quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Como diferenciar CONTO, NOVELA E ROMANCE?


A primeira coisa que devemos tirar da cabeça é a história de que a diferença entre esses três gêneros é a quantidade, ou seja, o conto é curto, a novela, mais ou menos, e o romance é longo. Existem novelas maiores que romances e contos maiores que novelas. 

Então, como diferenciar

O Conto contém apenas um único clímax dramático em torno do qual tudo acontecerá em um só conflito. Esse drama único pode ser chamado de "célula dramática". Uma célula dramática contém uma só ação, uma só história. Não importa muito o passado, dos personagens e nem seu futuro, pois isso é irrelevante para o contexto do drama, objeto do conto. O espaço da ação é restrito a poucos ambientes. Cabe aqui ressaltar alguns tipos específicos de contos como a fábula, o apólogo e a parábola. 


Já uma Novela nada mais é que uma sucessão de Células Dramáticas, como se fossem arrumadas em uma linha reta infinita. Face a essa estrutura é sempre possível, acrescentar mais uma Célula Dramática, mesmo depois de terminada a novela. A novela não precisa ter um final claro, por isso sempre pode continuar. Daí termos séries de livros que são novelas de personagens.

Num romance, as células dramáticas estão concatenadas, formando um círculo. Uma estrutura fechada. Uma sucessão lógica com um encerramento definitivo. Seria impossível acrescentar mais uma Célula Dramática, depois de terminado um romance.  Geralmente com grande número de personagens e há grande preocupação com a psicologia das personagens, a verossemelhança e a coerência narrativa entre as células. Costuma ser uma narrativa com começo, meio e fim, por isso não costuma ter continuações. A grande trama pode ser dividida em três ou mais livros, mas uma vez contada está contada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário