domingo, 12 de agosto de 2012

O QUE É A MEDIDA DO BONFIM QUE CHICO BUARQUE FALA NA MÚSICA TROCANDO EM MIÚDOS?

A fita do Senhor do Bonfim foi criada em Criada em 1809 para ser usada no pescoço, ela desapareceu há cerca de meio século, tendo reaparecido na versão atual para o braço. A verdadeira fita era conhecida como medida do Bonfim. Tinha esse nome porque seu tamanho, 47 centímetros, corresponde ao comprimento do braço direito da estátua de Jesus Cristo, Senhor do Bonfim, que fica postada no altar-mor da igreja mais famosa da Bahia. Era usada no pescoço como um colar, no qual se penduravam medalhas e santinhos. A medida funcionava como uma moeda de troca. Ao pagar uma promessa, o fiel carregava uma foto ou uma pequena escultura de cera representando a parte do corpo curada com a ajuda do santo. Como lembrança, comprava uma dessas fitas, que simbolizava a própria igreja. A fita atual é amarrada no pulso e precede o milagre: ao dar três nós no pano, a pessoa faz três pedidos, que só serão atendidos quando o tecido se desgastar e se romper. Não se sabe exatamente quando a transição começou, mas o fato é que a fita de pulso já era vendida nas ruas nos anos 60. Vendida em diversas cores, a Fita do Senhor do Bonfim possui um lado que poucos conhecem: cada cor simboliza um Orixá. Verde escuro para Oxossi, azul claro para Iemanjá, Amarelo para Oxum… Seja qual for a cor, a fita possui uma representação simbólica, estética e espiritual típicas das raízes africanas da Bahia. Na atual tradição, a fita do Senhor do Bonfim é enrolada no pulso e fixada com três nós. A cada nó precede um pedido, realizado mentalmente, e que deve ser mantido em segredo até a fita se romper por desgaste natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário